Quais são os objetivos?

Num mundo em que a paisagem do trabalho está em constante evolução, moldada por crises contínuas e avanços tecnológicos, a necessidade de competências adaptáveis nunca foi tão crítica. Nos últimos 25 anos, o discurso em torno das competências para a vida expandiu-se para abranger a importância das competências transversais ou transversais. Estas competências não só facilitam a entrada e a permanência no mercado de trabalho, como também distinguem os indivíduos no meio da concorrência. Servem como uma bússola para navegar através das perturbações provocadas pelas mudanças tecnológicas nos paradigmas de trabalho. No entanto, o desenvolvimento destas competências não é um esforço individual nem são características inerentes. Pelo contrário, requerem ser cultivadas num ambiente de formação que apoie e não julgue. Esta constatação está na base do nosso projeto, que procura cultivar estas competências transversais essenciais através de actividades baseadas na abordagem STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática).

Desenvolver as competências transversais

Implementar projetos piloto de abordagem STEAM

Melhorar as competências dos formadores